Segunda-Feira, 16 de Dezembro de 2019  
Espanhol pode ser tão importante quanto inglês para o mercado de trabalho
10/06/2019

Quase 4 milhões de pessoas nativas do espanhol visitam o Brasil todos os anos. Isso significa que uma pessoa fluente no idioma se coloca em posição de destaque em funções que atendem diretamente esse público. Estas profissões, que vão desde gerentes de hotéis a guias turísticos, costumam ser bem remuneradas e, somente em 2018, somaram quase 7 milhões de empregos.

Ainda, dos 8 países que mais possuem filiais de empresas brasileiras, 7 têm o espanhol como língua oficial. Isso faz com que profissionais fluentes no idioma saiam na frente e garantam mais oportunidades de emprego na América Latina. A exigência do espanhol no mercado de trabalho cresce à medida que aumenta a quantidade de negócios entre empresas brasileiras e estrangeiras que possuem o espanhol como idioma principal.

A língua espanhola praticamente domina o território das Américas. O idioma é oficial em quase 20 países entre as regiões Norte, Central e Sul. Ao aprendermos espanhol, ficamos abertos a conhecer, nos comunicar e até mesmo mergulhar nas tradições e peculiaridades de nossos países vizinhos. Uma viagem se torna muito mais interessante, divertida e tranquila quando temos a habilidade de ouvir e compreender o idioma local.

Apesar de ter nascido em São Borja (RS), fronteira do Brasil com a Argentina, Rafael Baglioni demorou para perceber a importância do espanhol. “O inglês já estava na minha vida há anos, mas me dei conta que havia deixado o espanhol de lado. Não perdi tempo quando surgiu uma chance de aprender, pois sabia que seria bom para meu futuro”.

Foi exatamente o que aconteceu. Ao tornar-se fluente no idioma, Rafael viu oportunidades aparecerem em sua frente. “Participei e fui campeão de um torneio de Squash na cidade de Posadas, onde conheci pessoas incríveis e pude interagir sem preocupação. Foi uma experiência única num país que, ao mesmo tempo que é próximo, é tão diferente”.

Certo de que precisava passar este conhecimento adiante, Rafael se tornou professor na KNN Idiomas, na qual lecionou inglês e espanhol durante anos a milhares de alunos. Atualmente, ministra treinamentos para as todas escolas da rede e ensina espanhol aos colegas da empresa, visando expansão da marca para a América do Sul. “Tenho a missão de qualificá-los para que estejam aptos a trabalhar fora do país no futuro, mas principalmente, que tenham mais certeza a cada dia da importância do idioma, assim como eu”, conclui.

(Homrich Assessoria)