Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017  
Museu do Futebol promove Baile para o encontro de gerações
23/09/2016

Em comemoração aos 8 anos do Museu, música, dança, filmes e outras atividades inspiradas no projeto “Museu Amigo do Idoso”

 

Em 2016, o Museu do Futebol, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, realiza o projeto “Museu Amigo do Idoso”, que busca aprimorar o espaço e atendimento do museu às pessoas idosas. Baile e uma série de atividades estão programadas, entre os dias 29/09 e 01/10, para festejar o projeto e o aniversário do museu.

O “Museu Amigo do Idoso”, lançado em abril deste ano, contará ao longo deste ano com dois idosos residentes que, em convívio com a equipe do educativo da instituição museológica, proporão melhorias que contribuirão para a quebra de barreiras Inter geracionais.

Fará parte dos festejos o primeiro baile promovido pelo Museu do Futebol, que acontece no dia 29/9, quinta-feira, das 16h às 21h, no embalo de hits das décadas de 50, 60 e 70, forró e sertanejo. Com aula de dança e muita música, todos poderão dançar juntos e se divertir a valer.

Durante os três dias, haverá uma área de convivência no museu, com jogos de tabuleiro, filmes, livros e revistas. E no dia 1° de outubro, Dia do Idoso, os visitantes do museu poderão se exercitar com uma aula de alongamento diferente: com movimentos inspirados no futebol (das 13h45 às 14h30). Em seguida, com início às 14h30, acontecerá visita guiada ao museu.

Pessoas acima de 60 anos terão entrada gratuita para o museu nos dias 29 e 30/09. No dia 1º de outubro, como em todos sábados, a entrada para o museu é gratuita para todos.

 

PROGRAMAÇÃO:

29 de setembro

Baile: muita música e aula de dança!

Horário: 16h às 21h

29 de setembro a 01 de outubro

Espaço de Convivência: jogos de tabuleiro, filmes, música e atividades lúdicas.

Horário: horário de funcionamento do museu.

1 de outubro

Dia Internacional do Idoso

Aula de alongamento com movimentos inspirados no futebol

Horário: 13h45 às 14h30 (até 40 pessoas)

Visita Guiada ao Museu do Futebol

Horário: início 14h30 (até 40 pessoas)

Projeto: O Museu do Futebol realiza, desde abril de 2016, o projeto “Museu Amigo do Idoso”, que tem o objetivo de valorizar a experiência do visitante idoso no museu.

Com as mesmas premissas do premiado projeto “Deficiente Residente”, também do Museu do Futebol, o “Museu Amigo do Idoso” visa à melhoria do atendimento à pessoa acima dos 60 anos, a partir de necessidades indicadas pelos próprios idosos, em convívio com a equipe do educativo do museu.

O número médio de idosos recebido pelo Museu do Futebol é cerca de 10 mil por ano. Já a proporção de idosos em relação aos demais visitantes, vem aumentando: 3% em 2014, 3,5% em 2015 e, até maio de 2016, somam 5%. As pessoas com mais de 60 anos pagam meia-entrada e representam um perfil de visitantes com potencial de crescimento. Por esse motivo, o museu busca aperfeiçoar-se constantemente para receber cada vez mais e melhor esse público.

A atenção do Museu do Futebol aos idosos vai ao encontro dos últimos dados populacionais, que mostram a tendência de ampliação do número de pessoas com mais de 60 anos no país. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - PNAD, em 2013 havia 13% ou mais de 26 milhões de idosos no Brasil. Os dados revelam que envelhecer não é mais visto como uma fase de inatividade, pelo contrário, é preciso ampliar a oferta de atividades para a população da terceira idade.

Com esse intuito, ao longo de 2016, o museu contará com dois idosos residentes: o primeiro, de abril a julho, e o segundo de setembro a novembro.  Os residentes trabalharão às terças e quintas-feiras, das 10h às 16h, junto da equipe do Núcleo Educativo.

Acessibilidade - O Museu do Futebol foi planejado para ser acessível desde a sua concepção. Todas as salas e seu conteúdo foram pensados para atender diferentes perfis de públicos: brasileiros e estrangeiros; de diversas classes sociais; pessoas com deficiência física, intelectual e mobilidade reduzida; crianças, jovens, adultos e idosos.

Na sua estrutura física, o museu conta com elevadores para cadeirantes e pessoas com dificuldade de locomoção; piso podotátil para deficientes visuais e pessoas com baixa visão em todo o percurso da exposição de longa duração, além de banheiros para cadeirantes em todos os andares.

As pessoas com deficiência visual ou com baixa visão podem realizar uma visita autônoma pela exposição com o uso de um áudio-guia exclusivo e contar com legendas em Braile em todas as salas e maquetes táteis sobre o conteúdo expositivo.

O Programa de Acessibilidade do Museu do Futebol reúne uma série de recursos com para facilitar e potencializar o acesso ao museu. Os educadores do museu se valem de diversos recursos pedagógicos para o atendimento a diferentes perfis de público.

De 2010 a 2015, o museu realizou o projeto “Deficiente Residente”, que recebeu nove pessoas com diferentes deficiências trabalhando com a equipe do Núcleo Educativo do Museu do Futebol, trazendo adaptações cenográficas, criação e desenvolvimento de jogos, atividades e a melhoria no atendimento, a partir da quebra de barreiras atitudinais em relação às pessoas com deficiência. O projeto foi premiado, em 2013, com o Prêmio Darcy Ribeiro do IBRAM, e, em 2014, com o 3º lugar no Prêmio IberMuseus.

 

Serviço:

MUSEU DO FUTEBOL

Endereço: Praça Charles Miller, S/N São Paulo, SP

Funcionamento: terça a sexta-feira, das 9h às 17h (Bilheteria até as 16h).

Sábados, domingos e feriados das 10h às 18h (bilheteria até as 17h)

Ingressos: R$ 9,00 | Meia-entrada: R$ 4,50 | Entrada gratuita aos sábados.

 

*Estacionamento na Praça Charles Miller, sendo necessário o uso de Zona Azul. Cada folha vale por três horas e pode ser adquirida a preço oficial na bilheteria do Museu ou por aplicativos do Zona Azul Digital disponíveis para Smartphones.

* Consulte o site do museu para horários de funcionamento diferenciados em dias de jogos no Estádio do Pacaembu: museudofutebol.org.br

Para conhecer a programação completa de atividades do Museu do Futebol, consulte o site do museu.

(Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo)